Sábado, 12 de Junho de 2021
Postado em: 04/02/21

O Dia Mundial do Câncer, 4 de fevereiro



Hoje, 4 de fevereiro, é o Dia Mundial do Câncer, data organizada pela União Internacional para o Controle do Câncer com o apoio da Organização Mundial da Saúde. O Ipasem-NH, dentro da sua estratégia de trabalho voltada à prevenção e qualidade de vida, traz informações que têm por objetivo conscientizar sobre importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer.

Câncer é um termo genérico para um grande grupo de doenças que pode afetar qualquer parte do corpo. Outros termos utilizados são tumores malignos e neoplasias. Uma característica que define o câncer é a rápida criação de células anormais que crescem além de seus limites habituais e podem invadir partes adjacentes do corpo e se espalhar para outros órgãos, processo referido como metástase.

O câncer é a segunda principal causa de morte no mundo e é responsável por 9,6 milhões de mortes em 2018. Em um nível global, uma em cada seis mortes são relacionadas à doença. Aproximadamente 70% das mortes por câncer ocorrem em países de baixa e média renda.

Conforme o médico Cristiano Braun, que atende da Recepção Médica do Instituto, cerca de um terço das mortes por câncer se devem aos cinco principais riscos comportamentais e alimentares: alto índice de massa corporal, baixo consumo de frutas e vegetais, falta de atividade física e uso de álcool e tabaco.

Segundo dados da Organização Pan-americana de Saúde (OPS), braço da Organização Mundial de saúde (OMS), o câncer é uma das principais causas de morte no mundo, sendo responsável por cerca de 9,6 milhões de mortes em 2018. Os tipos de câncer mais comuns são:

- pulmão (2,09 milhões de casos)
- mama (2,09 milhões de casos)
- colorretal (1,8 milhão de casos)
- próstata (1,28 milhão de casos)
- câncer de pele não-melanoma (1,04 milhão de casos)
- estômago (1,03 milhão de casos)

O que causa o câncer? O câncer surge da transformação de células normais em células tumorais em um processo de vários estágios, que geralmente progridem de uma lesão pré-cancerosa para tumores malignos. Essas mudanças são o resultado da interação entre os fatores genéticos de uma pessoa e três categorias de agentes externos, incluindo:

- Cancerígenos físicos, tais como radiação ultravioleta e ionizante;
- Substâncias químicas cancerígenas, como o amianto, componentes do fumo do tabaco,
aflatoxina (um contaminante alimentar) e arsênio (um contaminante da água potável); e
- Cancerígenos biológicos, tais como infecções por certos vírus, bactérias ou parasitas.

O envelhecimento é outro fator fundamental para o desenvolvimento do câncer. "A incidência do câncer aumenta drasticamente com a idade, provavelmente devido a uma acumulação de riscos para cânceres específicos. A acumulação do risco total é combinada com a tendência de que os mecanismos de reparação celular sejam menos eficazes a medida em que a pessoa envelhece", ressalta o médico.

Modificando e evitando fatores de risco - Braun destaca que entre 30% e 50% dos cânceres podem ser prevenidos. O câncer pode ser reduzido e controlado por meio da implementação de estratégias baseadas em evidências para a prevenção, a detecção precoce e o tratamento de pacientes com a doença. Muitos cânceres têm uma alta chance de cura se detectados precocemente e tratados adequadamente.

Para prevenir câncer, as pessoas podem incluir hábitos como os seguintes:

- Cessação do tabagismo
- Manutenção de um peso corporal adequado
- Adoção de uma dieta saudável com ingestão de frutas e vegetais
- Prática de atividades físicas
- Uso moderado de álcool
- Vacinar-se contra o papilomavírus humano (HPV) e hepatite B
- Reduzir a exposição à radiação pela luz solar (UV)
- Reduzir a exposição às radiações ionizantes
- Evitar a exposição à poluição do ar urbano e à fumaça interna proveniente do uso doméstico de combustíveis sólidos
- Controlar riscos ocupacionais

Detecção precoce - A mortalidade por câncer pode ser reduzida se os casos forem detectados e tratados precocemente. "O diagnóstico precoce é relevante em todos os contextos e na maioria dos cânceres. Na ausência de diagnóstico precoce, os pacientes são diagnosticados em estádios tardios, quando o tratamento curativo pode deixar de ser uma opção", reforça Braun.

"O diagnóstico correto do câncer é essencial para um tratamento adequado e eficaz, porque cada tipo da doença precisa de um tratamento específico, que pode abarcar uma ou mais modalidades, tais como cirurgia, radioterapia ou quimioterapia", complementa o médico.


Ipasem - Rua 5 de Abril nº280, Bairro Rio Branco - CEP:93310-085 Novo Hamburgo - RS
Fone/Fax: (51) 3594 9162 / 8205 9617 / 3035 7092 e-mail: contato@ipasemnh.com.br